Posts Tagged ‘ Culto ’

ESTUDANDO A PRESENÇA DE DEUS

No último sábado de Janeiro de 2011 estava ministrando na 1ª Igreja do Evagelho Quadrangular em Cascavel/PR, para mim era como se fosse uma despedida da cidade em que moramos por quase 6 anos. Naquela noite a graça de Deus  revelou-se manifestando sua presença palpável quebrantando muitos corações, mover intenso que me fez explodir de alegria como uma criança, livre! Naqueles momentos inesquecíveis Deus nutriu algo no meu coração em que agora quero compartilhar um pouco contigo.

Em João 1:1 na versão, King James, existe algo muito interessante:

“No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus e a Palavra era Deus”.(KJV)

No grego a “Palavra” significa “Logos” que por sua vez significa estudo, palavra escrita e não falada, segundo o dicionário Strong “A expressão Divina”. João estava falando da pessoa de Jesus, Jesus era a Palavra e Jesus era Deus (fazendo parte de uma das pessoas da trindade). No princípio de todas as coisas Jesus estava lá, esteve presente quando tudo começou. Onde Jesus está alguma coisa acontece, quando Sua presença se manifesta é impossível que alguém saia sem entender alguma coisa do reino de Deus. Precisamos compreender algo muito profundo algo aqui, a maior pregação do século é a presença de Jesus manifesta! Porque sabemos que quando Ele se manifesta, não precisamos falar mais nada, porque Ele é a Palavra e quando a Palavra se manifesta devemos deixá-la “informar” (formar nosso interior verdadeiramente), para trazer transformação. Isso sim é um culto racional (Rom. 12), “lógicos latréia” ou seja “adoração lógica”.

Jesus é o “LOGOS

O culto é o “LÓGICOS

A partir disso podemos entender o seguinte:

Nosso culto (lógicos latréia -grego) precisa ser dedicado a estudar a Presença de Jesus (logos). E o nosso culto precisa ir além de 4 paredes, vivendo uma vida de adoração intensa.
Muitos ainda:

  • estudam sobre Jesus (história), outros
  • estudam “na” presença de Jesus (revelação na palavra), mas onde estão aqueles que
  • estudam a Presença de Jesus?

As duas primeiras  são importantes, porque são base para a última, em que a presença de Jesus não é para ser “sentida”, como muitos procuram por aí, é tão somente para ser estudada! Mas como estudar algo que você não pode ver, algo que você não pode tocar, algo que você não pode ouvir? Isso tudo é uma questão de fé (Jo.11:40). A fé é ir além do nível em que estamos e alcançar o favor imerecido de Deus. Muitas e muitas vezes eu fiquei na presença de Deus sem falar nenhuma palavra e ali no silêncio Deus me falava tantas coisas, coisas tão sublimes e são hoje meus tesouros escondidos em meu coração. Ninguém pode falar daquilo que nunca viveu. Todas as pessoas que me conhecem, sabem que eu sempre testemunho de coisas que Deus tem falado comigo, não falo isso porque eu sou “o cara”, eu compartilho porque na verdade eu quero mesmo é gerar fé em cada coração até alcançarem uma estatura de fé e de espírito também, suficientemente capaz de “ver de perto” do realmente estou falando. Precisamos aprender a desfrutar a presença de Jesus, enquanto Jesus se manifesta Ele está falando, Ele está mostrando algo, Ele está tocando em áreas da sua vida, para que ocorram mudanças concretas e genuínas segundo o caráter de quem Ele é.
Existem muitos estudiosos da bíblia por aí, existem muitos bons pregadores também, e não há nada de errado nisso. Mas ainda estão faltando pessoas que quando mergulhadas na presença de Deus aprendam continuamente os segredos de Deus. A presença de Deus é o alimento para o nosso espírito. Existem pessoas raquíticas e atrofiadas no espírito com 10, 20, 30 anos de igreja, porque nunca entendem a verdade! Nosso crescimento espiritual independe do nosso amadurecimento “psicológico” ou “físico”, precisamos viver a nossa vida andando no Espírito (Gal. 5).

Enquanto andamos no Espírito estamos crescendo e aprendendo verdades tão palpáveis quanto sua própria Presença. Que o Senhor levante sua vida para ser um estudante apaixonado pela presença de Jesus, para impactar sua geração pela transformação do entendimento.

“Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos!” (Rom. 11:33)

Deus abençoe sua vida!

Cavando o avivamento…

Wanderclayson Marques

 

Anúncios

O CULTO

“Rogo-vos pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus,que é o vosso culto racional.”

Rom. 12:1

Como adoradores precisamos ter em mente o que representa um culto, de que maneira precisamos exercê-lo e o lugar onde devemos fazê-lo.

O termo CULTO RACIONAL do original grego (“lógikos latréia”) que significa “adoração lógica”. Com base nisso precisamos entender profundamente, que todo o serviço que prestamos como OFERTA A DEUS precisa AGRADAR a quem está sendo adorado.

Muito pelo contrário que temos visto nestes últimos dias, pessoas têm ido aos cultos para receber algo de “Deus” ou muitas vezes se alimentar daquilo que o HOMEM pode dar. Isso não está totalmente errado, quando se trata o culto como um “estado de refúgio”. Porque na verdade as pessoas vão pra aos cultos pra “recarregar as baterias” dos desgastes de toda uma semana cheia de problemas, stress e ativismo. Isso pode ser muito perigoso porque isso pode tornar-se um VÍCIO ou um RITUAL mecânico e, no entanto a verdadeira RAZÃO do culto não é nada além do que agradar a Deus. Nossas motivações ao prestarmos um culto precisam vir de um amor AGAPE (sacrificial) de entregar todo o nosso corpo como oferta viva no altar. Mesmo que muitas vezes sintamos dores, precisamos ter o prazer e alegria de entregar tudo o que temos e somos ao Senhor. Mesmo que para muitos seja um desperdício, tudo o que damos a Deus deve existir uma profunda convicção que estamos agradando-o. Os benefícios de quem presta um culto a Deus são na verdade os “GALARDÕES”, “…porque Deus é galardoador daqueles que o buscam” (Heb. 11:6c).

MOTIVAÇÃO PARA O CULTO

A nossa motivação de prestar um serviço de culto a Deus não pode ser em receber Bênçãos. Apesar de Deus liberar bênçãos sobre um culto. Naturalmente um culto onde a presença do Espírito está já se torna um ambiente abençoado, porque a presença de Deus está ali!

A nossa busca precisa vir por meio da FÉ, pois sem fé é impossível AGRADAR a Deus (Heb. 11:6a). Portanto a única maneira de agradar a Deus precisa ser por meio da FÉ, ou seja, crer que Ele existe. Mesmo que não o sintamos.

Ainda que hajam dificuldades em aspectos diferenciados de pessoa pra pessoa, nossos olhos precisam estar fitos na presença de Deus.

ONDE É O ENDEREÇO PARA CULTUAR A DEUS?

A palavra de Deus diz que o nosso corpo é Templo do Espírito Santo (I Cor. 6:19), entendemos então que somos a habitação do Deus altíssimo. A partir disso entendemos que não importa o lugar onde estejamos nosso corpo é o LUGAR DE ADORAÇÃO. Um lugar de adoração “ambulante”, por onde quer que ele vá ali há oferta e sacrifício agradáveis a Deus.

Jesus em uma passagem explicou exatamente este endereço a uma mulher samaritana:

“Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que em Jerusalém é o lugar onde se deve adorar. Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me, a hora vem, em que nem neste monte, nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos; porque a salvação vem dos judeus. Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e é necessário que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.” Jo. 4:20-24

Com base neste texto o lugar de culto fica na “Rua: espírito, n° verdade!?” Podemos entender isso de maneira bem prática. Somos um espírito que tem uma alma que habita em um Corpo. O nosso espírito é a única parte do nosso corpo que se comunica diretamente com Deus. Este é o mesmo espírito que dentro de nós clama Aba Pai (Rom. 8:15b). Definitivamente, este é o Local da Adoração, o lugar onde a bíblia chama de homem interior. Não basta apenas adorar no espírito precisamos ser transparentes com Deus.

CORAÇÃO SINCERO PARA O CULTO

Todo o culto que prestamos precisa ser verdadeiro em toda sua execução com o intuito de agradar a Deus. Nisso devemos ser muito transparentes com Deus! De se aproximar Dele com o coração sincero (Heb 10:22a) com FÉ crendo que tudo o que formos fazer com certeza irá agradar a Deus. Se a nossa boca estiver falando algo que seja contrário ao que queremos estamos sendo falsos com Deus.

“Respondeu-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito: Este povo honra-me com os lábios; o seu coração, porém, está longe de mim; mas em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens. Vós deixais o mandamento de Deus, e vos apegais à tradição dos homens.;” Mc. 7:6-8

Por isso cremos que não basta apenas prestar um culto tendo uma consciência e plena certeza de fé que desejamos agradar a Deus, precisa ser com o nosso espírito e com sinceridade. E ainda que façamos tudo isso se não for por amor (ágape: sacrificial) estaremos proclamando o nome de Deus em vão, este é o terceiro mandamento dos 10: não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão… (Ex. 20:7). E todos os 10 mandamentos foram respaldados por Jesus no Novo Testamento onde depende toda a lei e os profetas (Mateus 22:37-40).

PORQUE DEVEMOS AGRADAR A DEUS?

Todo adorador assemelha-se com o objeto da sua adoração, então quando adoramos a Deus estamos agradando a sua vontade de ser adorado. E a nossa vontade e prazer em agradar a Deus, é que Ele venha habitar em nós continuamente sendo nós templo do Espírito Santo necessitamos de sua presença ativa. Deus tem prazer em habitar em nosso meio (Ex. 25:8 – 29:42-46) ao longo das eras Deus sempre criou estratégias para estar perto do homem, por mais que o homem recusasse Ele sempre tentou mais uma vez. E sua última “cartada” foi quando ele enviou Jesus para um propósito: reconciliar o homem com Deus! (II Cor. 5:18). Então queremos que venha cumprir a sua vontade de habitar conosco seja qual for o lugar… Ele está aqui!

CONCLUSÃO:

Entendemos que um culto precisa ser um sacrifício que agrade a Deus, não a homens e nem a nós mesmos. Que o Senhor é galardoador daqueles que o amam, pois o ambiente de culto já é abençoado, por isso não precisamos ir ao culto para receber bênçãos. O endereço da adoração está dentro do nosso corpo, no espírito ou homem interior onde é a parte do nosso corpo que se comunica diretamente com Deus. Precisamos ser sinceros com Deus que o amamos e queremos agradá-lo de todo o nosso coração. Temos prazer em agradar a Deus pois sabemos que se o agradarmos ele habitará em nosso meio.

Cavando o avivamento…
Pr. Wanderclayson Marques

Anúncios