Archive for the ‘ Estudos de Outros ’ Category

MOTIVOS DE ARREPENDIMENTO


Envergonhemo-nos diante do Eterno e nos arrependamos:
– Pela comercialização da Adoração, e pela decadência de adoradores que se transvestem como artistas midiáticos;
– Pela massificação do evangelho, não obstante a multiforme sabedoria de Deus para cada cristão, congregação e região de nossa nação;
– Pelo endeusamento de líderes cristãos e a idolatria, muitas vezes incentivada pelos próprios líderes;
– Pela banalização do ministério profético, num distanciamento do Ministério profético de Cristo e a vulgarização de atos proféticos, sem a direção do Espírito Santo;
– Pelo desejo de que a sociedade brasileira nos veja como pessoas normais e simpáticas ao povo, nos afastamos de um padrão celestial para a vida familiar, social, empresarial, comercial, da sociedade;
– Pela falta de respeito à autoridade de Cristo na vida dos Ungidos de Deus e pela exacerbação e abuso da autoridade dos ministros que deixam de ser exemplos do rebanho para tornarem-se dominadores daqueles que lhes foram confiados;
– Pela comercialização da paternidade e das coberturas ministeriais, e pelo plano de escalada ministerial, através de resultados humanos, numéricos e financeiros;
– Pela constante prática de motivar as pessoas a darem mais dinheiro, com promessas vazias e técnicas de convencimento, no lugar de ensiná-las sobre obediência, liberalidade e Justiça;
– Pelo mau uso dos recursos consagrados a Deus, para benefícios pessoais ou corporativos distantes da Proclamação do Evangelho e do estabelecimento do Reino de Deus;
– Pela prática da mentira, constatada através de testemunhos superestimados, ou de omissão de detalhes que mostrariam a fraqueza do homem e a misericórdia de Deus;
– Pela tolerância com os divórcios não provocados por adultérios, coisa que Deus odeia, e pela facilidade em se abençoar para novos matrimônios pessoas que destruíram suas famílias, não obstante conhecerem a Palavra de Deus. Até ministros que têm deixado a mulher de sua mocidade para juntar-se a outra, não obstante a Presença de Deus em sua aliança;
– Por movimentos simpáticos à prática do homossexualismo dentro da Igreja de Cristo e até igrejas que abençoam tais relacionamentos e ordenam ao Ministério pessoas na prática deste tipo de pecado;
– Pelos constantes escândalos sexuais que se tornaram comuns e são acobertados por uma liderança conivente com o problema, que não cura o ferido e nem confronta o pecado;
– Pela onda de judaísmo rabínico (travestido de “messiânico”), negando a divindade de Jesus e também a veracidade das Escrituras Sagradas, dos Evangelhos e das Cartas Apostólicas, e que têm se infiltrado na Igreja de Cristo, absolutamente longe dos princípios da Bíblia Sagrada, superestimando objetos de Culto, que se tornam amuletos e ídolos para gente simples;
– Pelo escandaloso crescimento do envolvimento dos cristãos com a Maçonaria (desde importantes lideranças nacionais) e com os deuses do Egito que os nossos pais jamais conheceram;
– Pela idolatria e sincretismo religioso em nosso país, que cada dia mais atraí cristãos nominais para um ecumenismo a exemplo do que ocorreu com Israel, antes da dispersão.
Sugerimos a leitura das cartas de Paulo aos Gálatas, aos Colossenses e as cartas de Jesus, através de João, às sete Igrejas da Ásia, e também para nós, Corpo de Cristo, em nossa geração.
Também pedimos que todos sigam O Espírito Santo para orarem clamando a Deus por arrependimento por tantas outras situações que podem ser trazidas pelo Senhor, bem como pelos pecados que como nação temos cometido contra O Nosso Deus e sua Palavra, que são quase inumeráveis.
“… e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor.” (Hb 12.14)
Anúncios