Arquivo para janeiro \21\UTC 2011

PODER DA GRAÇA – ARREPENDIMENTO

Existem certos aspectos da vida cristã que são perturbadores. Um exemplo clássico é a indiferença quanto ao sacrifício de Cristo na cruz (rom.6). Digo isso porque nós pecamos de maneira planejada e consciente e não estamos nem aí para aquilo que Deus fez por nós. Achamos que a graça de Deus pode ser usurpada o quanto quiser e que isso não interferirá no nosso relacionamento com Deus. Creio que a graça é o coração de um padastro (Gal.4:5), que ama seu filho adotivo como se fosse do seu sangue. Este filho pode aproveitar a oportunidade de ser um bom filho a partir do momento em que ele abre seu coração para obedecer o Pai de maneira agradável. Muitos filhos acham que podem esnobar sua rebeldia na cara do Pai, tipo um adolescente naquela fase em que pensa que sabe de tudo, e parece que quanto mais ele faz pirraça, mais legal se torna a vida, ou quanto mais faz as coisas escondidas, mais adrenalina de uma aventura pode-se curtir. Muitos dentro de nossas igrejas infelizmente pensam assim. Vivem a vida “pisando na bola” mesmo e ainda têm a cara de pau de dizer: “Estou no tempo da graça!”
Deus é longânimo em misericórdia (Ex. 34:6 – e olha que este texto é do tempo da lei) e muito mais inteligente do que qualquer “espertalhão” por aí que vive tentando (Tg. 1:13). Mas existe um porém. Não é porque não sou filho “legítimo” de Deus que vou ficar instigando a ira de Deus. Se o meu coração uma vez recebeu a graça, pôxa vida! Eu não mereço, não sou digno… A oportunidade mais inesperada chegou e vou agarrá-la com todas as minhas forças, porque não posso perder a confiança do meu Papai.
Deus deu livre arbítrio para o homem fazer o que quiser, mas, entretanto… pode conseguir a “asneira” de perder a graça e a confiança. Não podemos comparar o nosso nível de tolerância com o nível de Deus, mas chega uma hora que deus deixa o cara só (rom. 16:17) simplesmente porque não sabe valorizar o amor de Deus.

Entendo que a graça deve ser valorizada, e está disponível para quem tem um coração quebrantado e não deseja mais errar. A graça está disponível para aqueles que se consideram “um nada”, mas que com alegria e singeleza de coração valoriza cada segundo de realmente estar na presença do Pai.

Com base nisso posso terminar escrevendo uma oração.

Pai, sei que apesar do quanto sou pecador, entendo que sua graça pode-me santificar a mente, pensamentos, emoções, sentimentos inclusive meu espírito para o louvor da sua glória. Pai fico tão grato quando tu vens me visitar todas as vezes que falo de ti, todas as vezes que te adoro com música, todas as vezes quando penso em ti sua graça se faz presente, o Senhor vem queimar meu coração com teu Santo Espírito. Sou muito feliz por viver assim em tua presença, sei que por mais que eu me esforce humanamente falando, não se comparará com a força do teu espírito em mim. Pois quando o teu espírito está em mim, faço e falo coisas que humanamente não conseguiria. Obrigado por me ensinar teus caminhos, por viver e permanecer Nele. Te amo e sempre te amarei por toda a minha vida e como inocente criança me achego a ti para que eu possa simplesmente curtir sua presença.

Amém!

Cavando o avivamento…
Wanderclayson Marques

PODER DA GRAÇA – CURA

Coração

Estes tempos tenho visto alguns pregadores falarem muito sobre a graça. Existem alguns equívocos quanto aquilo que podemos usufruir dela. Muitos pegam um texto,  esquecem do contexto usando de pretexto para seus próprios erros. Não quero aqui fazer muitas delongas, mas sinceramente creio que a graça de Deus é tão poderosa, tão simples, tão constrangedora. Que se realmente entendermos conseguiremos fluir na nossa vida cristã, sem hipocrisia.

A GRAÇA PROMOVE A CURA

A graça de Deus é suficiente em tempos de dores (Rom. 12:9). Neste texto Paulo fala de um “espinho na carne” ou seja em sua alma “um mensageiro de satanás” para esbofeteá-lo afim de que Ele não se orgulhasse. Existem pessoas dentre nossos relacionamentos que são usadas por satanás para nos apunhalar e até mesmo apedrejar não só tudo aquilo que você acredita em Deus, mas também colocar em descrédito a sua posição em viver uma vida de adoração. Quando você dispõe de uma revelação bíblica e verdadeira com certeza vai gerar frutos de arrependimento e em segundo lugar você sofrerá perseguição psicológica. Muitos adoradores acabam se enchendo de tanto orgulho que se esquecem que quem precisa receber toda a aprovação é Deus. Deus literalmente permite que “agentes de satanás” usem de palavras para poder te desestabilizar. Jesus sempre era questionado pelos estudiosos e o que faziam com ele era pra justamente descredibilizá-lo, ridicularizá-lo de qualquer forma (Mulher Adúltera – João 8 e As Três perguntas – Marcos 12:13-44). Existem pessoas que ao serem confrontadas com uma palavra profética vinda de Deus sentem-se feridas. Mas é uma palavra que por mais que seja dura, quando recebida no espírito o resultado será de cura na alma e libertação espiritual. Todo profeta quando libera uma palavra, precisa gerar fome de Deus na vida desses que a receberam. Caso contrário, não é de Deus, é sutilmente usada pelo diabo para trazer morte espiritual. Por isso precisamos discernir os espíritos (I Cor. 12:10) pra saber de onde vem a fonte. Tem muita “palavra de Deus” que não foi Deus quem falou, precisamos ter cuidado com isso. Tudo aquilo que traz confusão não provém de Deus. Caso formos feridos com uma palavra que ao entrarmos em reflexão,  venha produzir morte (depressão), pode crer que há algo errado. Apenas libere perdão, entregue esta pessoa não mãos de Deus pois a justiça é do Senhor.  Nesta minha caminhada cristã já recebi muitas palavras e muitas atitudes que sinceramente cri que aquilo não vinha de Deus. Em todas estas coisas comecei a liberar perdão, pela fé. Apesar de que naquele momento fosse insuportável preferi crer que aquilo era apenas um espinho. Pela fé fui crendo, até que chegou um ponto que a cura veio. Deus já liberou sua cura para estes momentos. Isso é a graça! Tenha cuidado para que, diante das pessoas você pode fingir que esteja tudo bem, mas lá dentro tem alguma coisa que está te matando aos poucos. Cuidado! tenha fé, prefira crer que é apenas um “espinho”, para que você não se orgulhe do seu chamado, do seu ministério, daquilo que Deus tem te falado intimamente, por mais que você tenha sido questionado. Guarde sua fé, no momento certo Deus virá e mostrará a verdade e sua justiça não falha. De todas as vezes que fui provado com relação a uma verdade bíblica, não demorou muito tempo para que Deus testificasse aquilo e desnudasse toda uma situação de pecados, mentiras e até heresias. Por isso se Deus te falou algo e ninguém recebeu e você crê que realmente seja de Deus, então o problema não é mais contigo.

Cavando o avivamento…
Pr. Wanderclayson Marques