Arquivo para maio \19\UTC 2009

ADORAÇÃO – CONSCIÊNCIA E ATITUDE

conscienciaCremos que no Brasil há um grande despertamento nesta área em especial, mas ainda há muitos desvios também, por isso estamos aqui como um vaso do Senhor para abençoar sua vida e ministério, para exortá-lo, edificá-lo e consolá-lo através da palavra profética, pois este deve ser o nosso papel como profetas nesta geração.

Nas línguas originais, hebraico e grego, a palavra ADORAÇÃO (“sahah/shachac” ou “proskyneo/proskuneo”) tem um sentido e atitude de prostrar-se com o rosto em terra diante de uma autoridade ou ir em direção de beijar alguém ou prestar-lhe culto. Mediante esta conotação entendemos que adoração é uma atitude de reconhecimento e demonstração de afeto e amor profundo pela pessoa de Jesus.

A palavra de Deus diz que “o temor do Senhor é o princípio da sabedoria”. Muitos acham que temor é a mesma coisa de medo, na verdade o significado de temor é termos consciência plena de que “DEUS ESTÁ AQUI” nos observando em todo tempo. É ter profundo respeito por sua ONIPRESENÇA no nosso cotidiano.

Em contraste a esta palavra, ainda em nossos dias, o amor de Deus (ÁGAPE) está se esfriando. Os próprios escolhidos do Senhor, tem se vendido por um “prato de lentilhas”, com isso podemos dizer em outras palavras que pessoas preferem perder tempo se indispondo com a imaturidade nos relacionamentos, do que viver uma vida de temperança, equilíbrio e amor profundo ao seu próximo como um reflexo do amor de Deus.

As pessoas dentro de nossas igrejas tem sentido tanto ódio, tanta falta de perdão, tanto desrespeito, tanta soberba, inveja, partidos… Que ao invés de refletirem a imagem e semelhança de Deus, estão refletindo o mundanismo ou com atitudes carnais incontroláveis. Hoje eu vejo que o temor do Senhor tem sido esquecido no meio de tanto ativismo eclesiástico, onde a manifestação da presença de Deus tem sido por sua misericórdia e graça – favor imerecido. Graças a Deus pela GRAÇA, se não fosse à graça maravilhosa de Jesus, talvez ele nunca se manifestasse com tanta bondade para conosco.

E ainda assim pelo que podemos observar, continuamos sendo indiferentes, não damos valor a esta graça e privilégio de sermos seus adoradores. Uma vez ouvi uma ministração de Cris Tristão dizendo que na palavra adoração, antes da “AÇÃO” vem “A DOR”, ou seja, o SACRIFÍCIO. Isso é muito legal porque desmistifica toda aquela estética de adoração que conhecemos hoje em dia. Muitos ministérios estão buscando aparência, mas poucos têm essência porque talvez falte identidade ou ousadia para cumprir seu chamado com mais impetuosidade. Mas este problema pode ser sanado desde que o adorador encontre e reconheça o seu lugar no ambiente de adoração. O crescimento e maturidade virão à medida da nossa intensidade, paixão e relacionamento com sua presença e palavra. A partir disso cada um de nós seremos fontes a jorrar a vida de Deus, formado múltiplas vertentes do Rio do Espírito para curar a terra trazendo conhecimento eterno de sua Glória.

Escrito por: Wanderclayson Marques
Diretor Executivo do Ministério Vida
Diretor de Música da Comunidade Cristã Vida
Líder do Ministério Transformados de Glória em Glória

Obs. Esta matéria está no Jornal Boas Notícias Cascavel/PR – Edição 38/2009.

Anúncios